sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Rotação e Translação

Esses são os dois tipos de movimentos desempenhados por nosso Planeta azul.

A translação diz respeito ao movimento que a Terra faz durante 365 dias, período em que completa uma volta em torno do sol.

Já a rotação dura 24 horas, sendo o período em que a terra leva para dar uma volta em torno de si mesma, ou seja, um giro de 360° em torno de seu eixo.

Ambos os movimentos são essenciais para a vida no planeta, sustentando a existência dos reinos mineral, vegetal e animal. A vida não ocorreria sem esses movimentos.

Amar a si mesmo é fundamental, pois sem amor próprio seríamos semelhantes a um barco à deriva, levado por desejos alheios.

Amar aos outros também é essencial, pois somente esse exercício permite que nossas raízes sejam alimentadas e alimentem nossa vida.

Jesus Cristo nos alertou que seria impossível nutrir os outros com nosso amor, em intensidade maior do que amamos a nós próprios. Então, ele nos disse: "amem ao seu próximo como amam a si mesmos".

O auto-amor, isolado, inevitavelmente nos transformaria em seres narcísicos e  imaturos. Seríamos disfuncionais, socialmente falando.

Por outro lado, amar qualquer outro mais do que a nos próprios nos tornaria idólatras e vazios, incapacitando-nos de termos autonomia de vida.

O amor de Deus é gratuito e radical, ele não tem preço!

O amor de Deus não tem limite!

Não convive com nada que possa fazer perecer o ser. Ao contrário, é para ele que o amor de Deus constantemente se inclina.

A você um dia cheio de amor por si mesmo, pelo próximo e por Deus!

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Razão e Fé.

" Eu não lhe disse, que se creres verás a glória de Deus?" Jesus Cristo

Essa pérola foi dada por Jesus Cristo, quando confrontado pelas irmãs Maria e Marta, diante do corpo morto de Lázaro, irmão delas.

Elas não aceitavam nem entendiam porque Jesus levou quatro dias para vir socorrê-lo já que Jesus estava há pouco mais de três quilômetros quando recebera a notícia de que seu grande amigo Lázaro corria risco de morrer.

A "ideia de esperar em Deus" chega a ser vergonhoso para nós, hoje... Nós, seres tão capazes, desbravando o espaço, transplantando coração de gente morta no corpo de gente viva. Nós, que temos celulares e computadores supersônicos na sala da nossa casa ou na palma da nossa mão.

Sim, chega a ser ridículo crermos e esperarmos em algo que não se pode fotografar e mandar imediatamente pelo WhatsApp.

O que o faz acreditar que o que acontece a você de mal, imprevisível ou indesejado não seja para o seu próprio bem?

O que o faz acreditar que o que acontece a você de bom não será favorável amanhã?

Não me sinto bobo em esperar Deus!

Não sinto medo de confiar!

Não sinto vergonha de "primeiro crer, para que possa, então, compreender",  como disse Santo Agostinho.

Um dia de fé e de confiança em Deus!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O Grão da Vida

" Digo-lhes verdadeiramente que, se o Grão de trigo não cair na terra e não morrer, continuará ele só. Mas se morrer, dará muito fruto."  João 12:24

Corria freneticamente em direção à felicidade, mas o vento sempre me surpreendia.

Corria desesperadamente da solidão, mas percebia que nada me preenchia.

Fugi, fugi, fugi da dor! Meus pés se feriram; e eu vivi assustado, como um louco.

Lutei muito pela sonhada realização, meus medos estragaram tudo.

Tentei reter ao máximo: segurança, moedas e afeto, mas meus braços se cansaram de tal peso.


Desejei viver longos e agradáveis dias, mas fui incapaz de desfrutar do tempo: os simples minutos e horas.

Jesus Cristo disse que quando o grão aceita a terra, ele, então, vira semente frutífera e gera uma grande árvore - que promove infinitas possibilidades.

Deus o fez grão, e é você quem decide ou não virar semente frutífera.

As pessoas precisam dos seus frutos, pois têm sede e fome.

Um beijo de vida, cresça, germine!

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Não estou só!

"Deus dá um lar aos solitários, liberta os presos para a prosperidade..." Salmo 68.7

Ontem tive um dia muito difícil!

Meus sofrimentos começaram na noite de domingo e se estenderam dolorosamente até agora, quando finalmente pude orar com solidão, solitude e silêncio.

Não é dinheiro! Acho que também não é saúde física! Lazer é importantíssimo, mas também não é isso!

Seria a Netflix a solução? Acho que não!

Ah! Talvez seja o inestimável prazer do sexo? Não estou bem certo!

Aprovação diante do outro que me é juiz? Suspeito que também não!

Companhia!?

Sim, o que precisamos é de ter a invariável certeza que alguém nos espera e vela por nós.

Saber que há alguém, como que num banco da rodoviária, esperando nossa chegada, cheio de saudade e sorrisos.

Deus é a minha infalível companhia!

Caramba, este verso bíblico acima ventou o vento da vida em meus frágeis pulmões!

Jesus Cristo disse sinceramente um dia: " não os deixarei só..."

Eu não estou sozinho, Ele está por perto!

Então, que venha a terça-feira!

Estou acompanhado e me sinto forte!

Desejo a todos um dia na companhia dele!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Bem vinda a Luz


Disse Deus: "Haja luz!" e houve luz... Gênises

Basta um pouquinho de luz, para nutrir a esperança.

Basta uma palavrinha doce, para estancar o amargo do coração.

Basta um simples abraço, para que um corpo sedento de carinho reapareça.

Basta um singelo sorriso, para o colorido voltar a brindar as manhãs.

Basta um toque de fé, para que os olhos redescubram o caminho perdido há tanto tempo.

Jesus Cristo disse: "Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz."

Sem luz não há como ver.

Sem visão não há chão.

Sem chão não há encontro.

Sem encontro não há vida.

Clame sinceramente a Deus por sua luz.


sexta-feira, 29 de julho de 2016

Verso e Anverso

"Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes,
nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor." Romanos 8:38,39

Como ministro religioso, celebro casamentos e tenho a oportunidade de testemunhar a cristalização do amor - através dos corpos e almas, inundadas de felicidade e atração mutua

Também, por ser pastor, infelizmente já presenciei o desmoronamento dos sonhos daqueles que um dia foram atingidos em cheio pelas setas lancinantes de Eros.

Afinal, o que ocorre com seres que estão - e em pouco tempo não estão mais - profundamente devotados um ao outro?

O que ocorre com eles, a ponto de serem dominados por seu "anverso emocional"?

O amor de Deus - decantado e vivido por Jesus Cristo - louca e incrivelmente permanece. Não sofre diminuição ou avaria, apesar do que haja de pior em nós.

O Santo Carpinteiro chegou ao descalabro de afirmar que as prostitutas entrariam no Céu - bem antes de gente como a maioria de nós, que se acha aprovável e aceita socialmente.

De outra feita, Ele, o Senhor, disse que não viera para os "sãos", mas para os "doentes".

O amor de Deus não se deixa influenciar por méritos e virtudes, mas pelo que há de mais curioso, contraditório e reprovável em nós.

Eu, por certo, prefiro naturalmente as pessoas agradáveis, tendo facilmente a amar gente amável e a optar por gente luminosa.

Entretanto, o amor de Deus vai ao encontro de gente condenável socialmente; abraça prioritariamente gente rejeitável pela maioria de nós. Ama a todos, inclusive os invisíveis e execrados aos olhos dos bons costumes.

Essa foi a grande novidade do discurso de Jesus, sob o codinome "Evangelho": o fato de que somos amados por Deus - apesar de sabermos quem somos em nosso anverso. Podemos acreditar sim e desfrutar desta boa novidade: Deus nos ama!


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Aquietem-se!


“ Fiquem quietos! Saibam que eu sou Deus! ...” Salmo 46.10

Eu nunca fui a Paris, e você?

Dentre tantas belezas que aquela cidade tem, dizem que há uma especialmente interessante: as luzes!

Paris é cheia de variantes e exuberantes luzes, o que lhe garantiu o título: Cidade Luz.

Imagino que os parisienses só perceberiam como sua cidade é iluminada quando - ao saírem de lá - se deparassem com outra cidade mal iluminada; como o Rio de Janeiro, por exemplo.

São muitos sons! Confundem a direção.

São muitos pensamentos! Paralisam a alma.

São muitas luzes! Obscurecem o horizonte.

São muitas preocupações! Roubam o equilíbrio.

São muitas perturbações! Fazem-nos ziguezaguear como bêbedos.

Deus, o primeiro e perfeito psicólogo,  nos aconselha: Façam silêncio! Fiquem quietos!

Santo Agostinho disse certa vez: "como você pode desejar que Deus lhe ouça, se você não ouve a você mesmo?"

O nosso amoroso e cuidadoso Pai Celeste nos dá a dica: aquietem-se!

Jesus Cristo certa vez nos chamou a atenção,  sobre o quanto somos ansiosos e perturbados do espírito!

Ele nos sugeriu que observássemos mais frequentemente os pássaros e as flores, pois eles vivem de forma exuberante - apesar de serem tão frágeis.

O Santo Mestre, então, sublinhou: "relaxem! Vocês valem muito mais, incomparavelmente mais, do que pássaros e flores!"

Façam silêncio e ouvirão a si próprios, mas ouvirão também o nosso amoroso Pai celestial.