sexta-feira, 19 de junho de 2015

Gotículas da Graça - Mais do que tolerância, quero respeito!


Tenho sido cobrado por explícito posicionamento sobre o descabido episódio de desrespeito e intolerância religiosa que envolveu a menina Kailane, fiel do candomblé.

Todos sabem bem que há mais de uma década denuncio essa questão, que inegavelmente está ligada às correntes neo-religiosas, ditas evangélicas, que, na verdade, de evangelho pouquíssimo ou quase nada têm. 

A falta de interlocução séria, equilibrada e coerente por um lado, e a aparição dos oportunistas que mais querem e somente pegar caronas midiáticas sempre que temas como este ganham a repercussão que ora vemos ocorrer, me exigem ter muito cuidado em meus pronunciamentos e posicionamentos para também não servir de palanque aos enlouquecidos oportunistas, que mais parecem mariposas atraídas pelas luzes das câmeras das TVs.

Minha contribuição reclamada por alguns poucos, através de e-mails e ligações, aí vai!


A denúncia da intolerância não deve ser vista através, e tão somente, dos microfones excitados dos repórteres ávidos por um exclusivo foco do fato, mas algo semeado silenciosa e diuturnamente pelos atos de cada um de nós, mesmo que sejam, como normalmente devem ser , invisíveis, mas firmemente sedimentadores de uma sociedade cristã, umbandista, romana, judaica, islâmica, budista, candomblecista, agnóstica, entre outros.

Oro para que a doce menina alvejada pelas pedras da ignorância, as transformem em
um tributo que resida em sua e em nossa lembrança, como motivadores e conscientizadores de que há muito a se fazer para atingirmos, não uma sociedade tolerante, mas muito acima disso, uma sociedade respeitosa, compreensiva e fraterna.


Que sejam sempre lembradas as palavras do Santo carpinteiro aos irmãos: Tiago e João, que ao demonstrarem incalculável intolerância com os samaritanos, ouviram Dele uma doce repreensão e esclarecimento sobre o que realmente importa para todo aquele que quer seguir o filho de Deus: " eu não vim para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las " Lucas 9.56.

Dedico à doce Kailane, foto de setembro de 2009, por ocasião da segunda marcha contra a intolerância religiosa na orla de Copacabana.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Gotículas da Graça - Apenas Relaxe!

Bom dia a todas e todos!
O Senhor Jesus certa vez disse de uma tal vida abundante...
Ele tb insistiu que devêssemos relaxar e sugeriu olharmos para a natureza...
Ele prometeu tb que teríamos paz, incomparável paz...
João disse Dele, que tinha todas as coisas debaixo de suas mãos, e que nada do que fora feito, ou mesmo do que se faria, ocorreria sem a sua permissão...
Estou tentando seduzi-lo a entender que toda essa energia gasta em angustia e medo, tão comuns a nós existentes frágeis...
Ele disse que compreendia bem esse tal incalculável medo do desconhecido...
Ele chegou a ter seu sangue vazado sobre a pele, tal a profundidade de seu pavor...
Fraco!
Frágil!
Limitado!
Mortal!
Apenas generosidade, amor, compaixão...
Queria ir até às últimas consequências do ser gente como eu e vc...
Agora fala com a autoridade de quem é de carne e osso...
Não temam, estarei com vcs hoje, amanhã e sempre, pois eu venci o mundo e todos os dramas dele, e vcs também irão vencer...
Ele é meu sorriso!
Ele é minha esperança!
Ele é muito, muito, muito importante para a minha vida.
Relaxe!
Sorria!
Jesus Cristo é o nome!
Ele está acima de tudo que foi, é, e virá a ser...


https://www.youtube.com/watch?v=Z8SPwT3nQZ8

segunda-feira, 23 de março de 2015

Creio que há um amanhã



" porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé."  1 João 5.4

Acordei hoje numa hora qualquer e vi no meio do nada coisas imperceptíveis
ao globo ocular, cenas e futuros que apenas são projetados na alma que anela por respostas nem sempre reluzentes e compreensíveis aos neurônios que, como máquinas comportadas, foram acostumados a trabalhar para a compreensão objetiva.
Corri rapidamente para a varanda de onde vinha um soar que mais parecia com gente como eu, desejosa de encontro e paz, mas ao contrário, vi gente orgulhosa e encenando o balé dos famintos por carinho e amor de verdade, mas todas lambuzadas de amor virtual, sensações liquidas e absolutamente incapazes de desfrutar o que o amor proporciona, que é conforto, sossego e segurança, coisas que quando encontradas nunca mais nos permitem ter fome na alma.

Sim, depois de caminhar e admitindo cansaço de não cansar frente a ninguém, pude compreender que estava só, apenas eu e minhas histórias sem sentido e conteúdos vazios e cheias de certezas, elas me cansam e escravizam, me impedem de ter encontros. 

Ah! minhas historias, elas se parecem tanto entre si, falam de mim, tentam esconder meus medos e minhas carências. são todas absolutamente revestidas de medo, muito medo! medo de mim, medo de você, medo da dor, medo da solidão, medo da condenação e o pior deles medo de Deus.

Receio que não seja verdade, sim, tremo frente a possibilidade de não haver amanhã.

Estou aqui novamente acompanhado por mim mesmo, por alguém definitivamente desconhecido, ainda que o veja diuturnamente. Esse sou eu, esse é você, esse somos todos viventes, balançando entre os picadeiros, tentando sobreviver a tantas dúvidas e golfadas de esperança, mas que por veze, parecem nos sufocar.

Deus!!! não há outro bem que possa silenciar o grito pavoroso originado das trevas de meu mais amedrontador interior.
Deus!!! mais ninguém com maior sensibilidade para reconhecer o que eu mesmo não reconheço em mim como valor.
Deus!!! sua amorosidade e generosidade são inacreditavelmente gratuitas e por elas minha alma encontra o folego da esperança.
Deus!!! por teu amor e por teu favor, eu Creio que há um amanhã, pelo qual e para o qual e través do qual meu existir se inclina.



quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Gotículas da Graça - Sim, não estamos sozinhos!


 “Mas agora, assim diz o SENHOR: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.
Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.
Porque eu sou o SENHOR, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvado.
Visto que foste precioso aos meus olhos, digno de honra, e eu te amei, darei homens por ti e os povos, pela tua vida.”  Is 43.1-4  



Esse é o esforço feito pelo diabo a todo tempo, nos convencer que estamos sozinhos, em contra posição à palavra do Pai que afirma e age exatamente em direção contrária, continuamente dando mostras e provas de seu amor e cuidado para conosco.
Isso começou lá no Éden, quando nossos pais desobedeceram ao nosso amado e bondoso Deus, e diferentemente de nós que tendemos a acobertar, relevar e até mesmo banalizar os equívocos daqueles a quem amamos, Deus fez cumprir a sua palavra como justo e amoroso como é.
A partir daí ficamos com o registro de que Deus pode nos abandonar diante de nossos equívocos e que sua ira pode ser maior que seu amor e capacidade perdoadora por nós.
O inimigo de nossa vida investe habitualmente nesse hiato de nossa estrutura psíquica, na ideia de que Deus pode se afastar de nós, bastando ao todo poderoso assim decidir e pronto.
A tentação messiânica revela bem isso, quando o demônio insinua o desleixo de Deus com o próprio filho, lhe deixando ao relento, sob intenso calor e frio e ainda com fome. Mt 4. 1ss
O episódio da repreensão de Jesus a satanás, através da figura de Pedro que tentava seduzir o Santo Mestre a não ir para Jerusalém, onde poderia, como de fato, foi executado.
Não estamos sozinhos! Definitivamente não estamos!
O texto escrito no coração de Isaías através do Espirito Santo, é uma das mais belas e incontestáveis provas de que o nosso Deus tem especial e continuo cuidado por nós e que cuidadosamente traça o nosso caminho, ainda que não seja possível não passarmos por provações, agruras e dissabores, como qualquer filho de Adão e Eva, como nós.
Sim, não estamos sozinhos!
Jesus nos prometeu e como Deus ele cumpre. Ele nos disse que estaria conosco todos os dias até o último dia da nossa estada neste mundo. Mt 28.20
O salmista diz que ele guarda a nossa entrada, bem como a nossa saída, e, ainda mais, que Ele não vacila, não dorme e tampouco cochila. Sl 121.3,8
O Deus do céus e terra disse que Ele é o nosso Deus e que Ele nos tirou da terra do Egito da casa da servidão. Ex 20.2
Davi, em singular e emocionada declaração diz que sob Suas mãos estão todo poder, majestade e glória. I Cr 29.12
Daniel em sua incomparável oração, nos lembra que Deus pode mudar as estações, levantar e derrubar reis. Dn 2.21
Então , levante a sua cabeça, não se deixe abater, arremesse para longe de você as acusações do demônio e afirme de todo pulmão para céus, inferno e toda terra ouvirem:
Sim, Eu não estou sozinho!


terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Gotículas da Graça - Deus gosta de flores


“Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes.” (Ec 5.4)
É costumeira a prática de compreendermos voto como sacrifício pessoal. É bastante comum acreditarmos que sofrimento tem a ver com aproximação de Deus e uma porta de passagem para um relacionamento estreito com o Senhor.
Não é incomum vermos pessoas se rastejarem por distâncias infinitas, levando algo sobre si, em atendimento a algum voto. E outros ficarem sem comer dias e dias, indo ao extremo de sua força física, para verem seu voto atendido diante de Deus.
Também é costumeiro dar a Deus o esforço sobre-humano em troca de ter do Senhor o atendimento das súplicas que apontam para os tantos impossíveis desejados por nós: a cura da doença; vermos o nosso nome na lista dos aprovados no concurso sonhado há tanto; a conversão do cônjuge endurecido de coração desde o namoro.
Ouvi Rubem Alves dizer algo que achei genial e nunca mais esqueci: “por que as pessoas acham que Deus não gosta de flores...”.
Sim, compreendo e concordo com Rubem Alves.
Por que as pessoas não fazem votos a Deus em troca de flores, muitas flores?
Deus é legal, leve, tem bom gosto, não se agrada de sacrifício, mas de gente sincera e construtora de felicidade.
Deus não sorri à toa, mas sorri gratuita e generosamente. Deus gosta de orquídea, rosa, angélica, bouvardia, centáurea e tantas outras flores.

Quero me encorajar a oferecer flores, muitas flores a Deus, em nome de votos que sei que não os mereço ver atendidos. Mas, mesmo assim, eu os quero pedir a Deus, e sem esses usuais sacrifícios, esses que promovem dores e sofrimentos, mas, muito ao contrário, rogo ao bom Pai dos céus que me atenda, mas o que lhe oferecerei em troca serão flores, muitas flores. 

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Gotículas da Graça - Eu adoro Carnaval!


Sim, eu adoro carnaval!
Minha devoção a essa efeméride não é exatamente pelas escolas de samba, um verdadeiro show de cultura, como a maior festa do mundo.
Sim, eu adoro carnaval, mas não exatamente pelas centenas de blocos de rua que, segundo as previsões, reunirão mais de cinco milhões de pessoas ao longo dos quatro dias de folia.
Adoro carnaval, mas não exatamente pelo farto feriado que permite um belíssimo descanso, viagem e muito tempo para arrumar as gavetas, pegar uma praia, ler ao menos boa parte do livro que está empoeirado sobre a cabeceira, e, é claro, ir ao shopping para finalmente ver o filme que estamos, há muito, enrolando para vê-lo.
Por que, então, adoro carnaval?
Porque finalmente é o único momento do ano que de verdade me sinto vivendo no Brasil, onde de fato vivo.
Acabo de ver um quadro novo sobre o carnaval no RJ/TV, em que durante cinco minutos vi pretos sorrindo, e não com armas furiosas atirando a ermo; vi mulatos cantando felizes borrifando poesia originárias da mãe África, e não com algemas nos punhos; apreciei o molejo dessa gente preta que só sabe acreditar no futuro e por isso empunha a esperança como sua honrosa bandeira, e não as tantas vassoura que insistem em ornamentar a profissão dessa gente preta desescolarizada.
Adoro carnaval, pois sei que durante algumas semanas os meus irmãos pretos somos vistos como um reduto de cultura, felicidade, alegria, criatividade, inteligência, e não como uma estatística de presos, assalariados, assaltantes, traficantes, moribundos, cracudos.
Adoro carnaval!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Gotículas da Graça - Feliz Natal

“Mas para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios.
O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz.”  Is 9.1,2  

Este texto fala bem de perto do real sentido do natal, ultimamente ofuscado pelas intensas e atraentes luzes das tantas fachadas dos shoppings lotados de distração e superficialidade vestida de sorrisos.

Isaías aspira que a chegada do menino faça brilhar uma luz tão intensa que, mesmo aqueles mais periféricos, habituados e conformados com a total ausência de dignidade, mesmo esses sem esperança, voltarão a senti-la pulsar real e inconfundível em seu peito.

As cidades no entorno do mar da Galiléia, apelidadas de caminho do mar: Betsaida, Zebulom, Naftali, Cafarnaum, Corazim, Gadara, Magdala, entre outras, eram de total e aguda predominância de pobres, gente sem sonhos, privadas de futuro.

Natal é isso! É o aceno gentil e sorridente de Deus a nos convidar a voltar a sonhar, caso tenhamos deixado de fazê-lo.

Natal é isso! Sorrir e sonhar! Convidar tantos outros a voltar a bailar ao som da ESPERANÇA!

O menino Jesus traz sobre Si uma inconfundível luz, que dissipa a treva, sendo capaz de nos orientar o sentido e firmar nossos olhos no caminho de Deus, que é o caminho de tudo que nos convida a uma vida de qualidade e conforto emocional e espiritual.

Desejo um natal repleto de luz e sonhos