sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Gotículas da Graça - Dez razões para votar em Marina Silva


1) Como eu tenho dito, não há coisa melhor para a democracia do que a alternância de poder, e nesse caso, Marina Silva é o novo, o que não quer dizer inexperiente, pois tem acumulada sobre si significativa experiencia de vida.

2)  Marina é absolutamente simples de origem, e ao mesmo tempo uma autoridade na área do meio ambiente, reconhecida internacionalmente.
Seu governo terá condições de aglutinar a visão social, o que falta comprovadamente ao PSDB, com a necessária visão desenvolvimentista, o que falta ao PT.

3) Quanto ao embuste da governabilidade, bandeira levantada pelo PT, ou o escrache do triunvirato partidário: PSDB/PMDB/DEM, Marina Silva também irá oferecer novo rumo ao exercício do poder, pois se negará ao histórico fisiologismo do: " eu te apoio, mas eu ganho o que?" desafiando os verdadeiros brasileiros, ainda que estejam em partidos diferentes a levantar-se pelo bem do Brasil, e participarem de seu governo.

4) Marina Silva surpreende a todos ao dizer que não concorrerá à reeleição - só esse ponto, por si, já faria merecer o meu voto - com isso Marina Silva evitará a fome do jogo do poder pela continuidade, e naturalmente terá autoridade política vinda das urnas, e autoridade moral, vindo do fato de que tem liberdade para implementar as mudanças necessárias, já que não as quer,e nem as evitará por favorecimento pessoal.

5) Marina Silva não sofre de Amnésia e tampouco da síndrome do rolo compressor, mas deixa claro com seus atos que pretende ser uma presidente dialogal, nem demonizando a todos os governos anteriores, adotando a política de terra arrasada não reconhecendo nada de positivo feito por seus adversários e tampouco repetindo os erros anteriores, ou por covardia ou conivência, mas será a presidente da nova política, da ética e doação pelo Brasil e pelos brasileiros, seu verdadeiro alvo,

6) Marina Silva é evangélica, membro da assembléia de Deus, mas essa informação eu só soube agora, nesses meses de eleição, e isso demonstra bem seu testemunho como serva de Deus, e sua limpidez política, pois nunca buscou se favorecer de tal segmento, evitando aproximar polos, ainda que não sejam antagônicos, têm sido usados e manipulados inescrupulosamente por líderes com desejo desenfreado e objetivos impublicáveis.

7) Marina Silva sabe bem que o profundo desaparelhamento do estado, feito pelo PT, através da ocupação dos mais de 20 mil cargos de indicação, lhe exigirá coragem e habilidade, quase comparados a uma micro "guerra civil", pois estamos falando de subsistência, empregabilidade, sustento, ocupação laboral.
Entretanto, somente um presidente que está fora do aprisionamento das coligações partidárias viciosas, e do desapego da reeleição tem condições e autoridade para mexer nesse vespeiro, que nem mesmo o presidente Lula ousou e se viu em condições éticas e políticas em fazê-lo.

8)  Marina Silva sempre foi coerente, e nunca foi uma política oportunista, e demonstrou isso ao se desligar do PT, ainda que fosse uma das suas mais influentes figuras, como fundadora e senadora à época, pois não suportou mais conviver com os casuísmos do PT e sua processual corrupção programática, ética e moral.
Diz-se que lhe foi muito custoso tal decisão, especialmente por nutrir pelo ex-presidente Lula, mais do que admiração, mas uma sólida e histórica amizade e amor.

9)  Marina Silva tem uma visível limitação se comparada aos candidatos do PT e PSDB, ela se recusa a adotar métodos escusos, caluniosos e estratégicos vazios, ainda que as regras do jogo, como todos sabemos, se não permitem, ao menos convive com esse tipo de sintonia.
Marina Silva é cristã e sabe bem, como alerta o profeta Daniel, que é Deus quem derruba reis e os elege, de forma que Marina comprova que, mesmo ao aspirar ser presidenta do Brasil, não deve buscar tal alvo a qualquer preço, principalmente afrontando o Deus vivo, que é o coluna de toda verdade e de quem procede todo poder e autoridade.

10)  Marina Silva foi seringueira, aos 16 anos contraiu a primeira hepatite das três que teria ao longo de sua vida, além da leishmaniose e as cinco malárias, todas em virtude de sua miserável condição de vida ao lado de seus pais e onze irmãos, dos quais três já mortos.
Marina Silva dos 15 anos para ser alfabetizada até aos 25 se formar em história na Universidade Federal do Acre.
Por favor, me digam, essa pessoa com esse histórico, alguém tem dúvida quanto a seu vigor em relação aos importantes programas sociais, se irá mantê-los e aperfeiçoá-los, ou encerrá-los?
Marina tem o coração da pobreza, fome e injustiça, mas o espírito de serva, brasileira e política generosa e desapegada ao poder.



quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Gotículas da Graça - Dez razões para não votar no PSDB

1) Não há nada mais salutar para a democracia do que a alternância de poder, e nesse caso, o PSDB já teve a sua oportunidade na condução do país por oito anos, inclusive o sr Aécio Neves dirigiu recentemente, como governador, Minas Gerais por oito anos, e perde em seu estado em intenção de votos para a candidata do PT, a quem diz se substituir fará um melhor governo.

Curioso, os que foram governados por ele, os mineiros, não concordam com isso, e dão à Dilma Russef 36% da preferência dos votos, contra 31% para o sr Aécio Neves.

2) Todos conhecemos o liberalismo leviano, irresponsável e desalmado do PSDB, que privatizou a preço de banana várias empresas estatais, e ainda por cima com o dinheiro do BNDES. 
Aécio diz que vai mexer no fator previdenciário das aposentadorias. O que ele não diz é que quem criou tal fator foi o seu partido, através do governo do PSDB de Fernando Henrique Cardoso.

 3) Ter o PSDB no governo é ter de volta a trinca mais conservadora da república: o triunvirato partidário: PMDB/PSDB/DEM.
Só para que não esquecemos, pois a plástica é feita com a intenção de ter o rosto modificado para que se esqueça a face anterior, mas nunca é demais relembrar: ARENA, virou PDS, que virou PFL, que virou DEM.

4) O DEM, como no governo do Fernando Henrique, voltará a ter total e irrestrita influência no Palácio do Planalto, o que quer dizer que Os Maias, lá do lindo Rio Grande do Norte, Os malvadezas da Bahia de todos os santos, Os Bornhausen da convidativa Santa Catarina, entre outros, estarão todos de volta, e sabe desde quando essa gente dirige o Brasil? Não? SABE DE NADA INOCENTE. Desde 1500 quando aqui chegou o primeiro Cabral.

5) Sai a amnésia do PT, frente todo episódio de corrupção, para entrar em campo a total Indiferença do PSDB, frente os mesmos ou mais graves atos de corrupção, mas que deixaremos de ter acesso, pois essa gente de direita, todos se amam e se locupletam, tendo sob sua influência os maiores meios de comunicação: jornais, rádios AM/FM, revistas e emissoras de TV. Aliás, vai uma novelinha aí?

6) Mensalão Mineiro, escândalo do metrô de SP, a farra em Brasília do Arruda e Roriz, são alguns fatos que revelam que PT/PMDB e PSDB/DEM, não chegam a ser gêmeos siameses, mas ambas coligações são parasitárias, e só se estabelecem com uma única razão: a manutenção do poder pelo poder, e isso os faz ao menos gêmeos univitelinos.
Enquanto isso, do outro lado da cidade, continuam os tiroteios entre facções rivais nas comunidades pacificadas pelo governo do cabralzinho da coligação PT/PMDB.

7) PSDB no poder veremos o PMDB abandonar seu companheiro de 12 anos, que a sustentou com cargos, ministérios e outras coisitas mais, para, como amante profissional que é, se deitar com quem vai lhe pagar mais, pois os clientes DEM/PSDB não cheiram a suor, nem têm graxa nas unhas, mas são refinados, bebem champanhe e exalam delicioso aroma de perfume importado, e sobretudo, presidem o "esquema"há muitos anos e são finos, hábeis e sutis nessa arte de seduzir.

8) A volta do rolo compressor, lembra? PSDB/PMDB/DEM voltarão a formar uma tal maioria que não será preciso ética, consciência cívica, sensibilidade política, preocupação com os seguimentos populares e sociais, pois será reeditado o fenômeno do rolo compressor que fez passar no congresso nacional,durante o primeiro mandato de FHC, mesmo sob a grita do PT, que à época era oposição ética e ferrenha, tantos absurdos prejudiciais à sociedade brasileira, mas o mais escandaloso foi dar ao presidente em exercício o direito da reeleição, o que acabou ocorrendo e permitindo ao sr. Fernando Henrique um segundo mandato.


9) O candidato Aécio Neves e o PSDB, tal qual o PT de Dilma, usa estratégias e artifícios acusatórios e levianos contra o "mal" comum aos dois: Marina Silva, deixando claro que na forma de fazer política dessa gente vale tudo, pois são os fins que justificam os meios, e com isso se relativiza a importância da verdade e do comportamento justo, como a sociedade espera de um ente público no exercício da presidência.

10) A manutenção dos programas sociais tem sido uma das bandeiras do candidato do PSDB, mas devemos nos lembrar que esse mesmo PSDB tem sido um sistemático crítico a esses mesmos programas, e defendendo da tribuna do parlamento a sua reformulação e ajustamento, revelando ao longo dos últimos anos a sua contrariedade com o desenvolvimento dos mesmos. Entretanto, agora, o presidenciável diz que é afeito aos mesmos e os defende com unhas e dentes.
Já vi esse filme!

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Gotículas da Graça - Dez razões para não votar no PT



1) Alternância de poder é absolutamente salutar à democracia, pois todo poder absoluto tem como principal conseqüência a corrupção absoluta.

2) Estelionato eleitoral cometeu o PT ao se eleger com propostas claras e sobretudo éticas, e as abandonou, negociando suas basilares convicções pela busca e manutenção do poder.

3) Governabilidade foi a tese abraçada pelo PT para justificar seu comportamento fisiológico, espúrio e prostituto, ao ponto de vermos lideranças historicamente reprováveis pelo PT, tais como: José Sarney, Paulo Maluf, Roseana Sarney, Renan Calheiros e Jader Barbalho serem chamados hoje de companheiros.
Tal tese defendida pela companheirada é o mesmo que um esposo insolvente financeiramente oferecer sua esposa ao vizinho rico, em troca de valores financeiros para saldar suas dívidas em nome da governabilidade da familiar.

4) Pureza Ética foi totalmente abandonada pelo PT, fazendo lembrar a histórica frase do ex-presidente Fernando Henrique: "esqueçam o que eu escrevi", o PT diria: "esqueçam o que defendemos durante toda nossa vida quando estávamos na oposição"

5) Amnésia, Ausência, omissão: realidade afeita às lideranças petistas, quando o assunto é corrupção, mas só em seu quintal e debaixo das próprias barbas, inclusive o ex-presidente Lula, quanto ao Mensalão e a presidenta Dilma, quanto o escândalo da Petrobras, não sabem, esqueceram ou vão esquecer.

6) Mensalão - aliás, por falar em mensalão, o Delúbio Soares foi hoje para casa para cumprir prisão domiciliar, e o Zé Dirceu quase consegui um empreguinho para gerenciar um hotel em Brasília para ganhar R$ 20 mil mensais. Enquanto o nosso ex-presidente do STF, Dr Joaquim Barbosa, corre o risco de ter o seu registro de advogado negado pela OAB de Brasília.

7) Aparelhamento do estado é o que o PT fez, sendo hoje mais de 20 mil cargos por indicação na máquina federal. Só para se ter uma ideia, no governo espanhol os cargos por indicação não passam de 300.

8) Quem diria, o PT conhecido como o partido da ética tem uma base aliada com vários partidos, dentre os quais vários componentes estão sendo processados por corrupção ativa ou passiva, como é o caso do ilustre sr. Paulo Maluf, Renan Calheiro e Jader Barbalho.

9) O PT que sofreu, quando era oposição, verdadeiros processos de linchamentos caluniosos, fruto de fatos afirmados sem prova, como por incontáveis vezes ocorreu através da revista VEJA, agora usa do mesmo sórdido método para atacar outros, afirmando desonestamente sem provas, e criando fatos sem comprovação, acima de tudo para conseguir ganhar as eleições a qualquer custo.

10) Bolsa Família, que é um programa necessário e frutuoso, hoje é usado pelo PT como instrumento de intimidação, fazendo lembrar o coronelismo do velho Nordeste e dos interiores dos estados, em que o Coroné obtinha a fidelidade dos seus eleitores, mas sob ameaça de lhes retirar a necessária ajuda material, caso ele não fosse eleito.
Entretanto, nesse caso o PT afirma que os outros candidatos retirarão o bolsa família e tantos outros programas sociais, caso eles sejam eleitos.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O Cristianismo e a Fénix



Avenidas corridas, ressoam incontido silêncio, fruto de tanta solidão.

Há uma nova gente reflexiva, politizada, libidinal, consumidora de todo prazer.


Prédios construídos sobre valores seculares, como pó de giz são dissolvidos pelos ventos do novo.

Mulheres famintas por igualdade, parecem envergonhadas por seu útero.

Homens cada vez mais descobrem que o pênis freudiano não responde tudo.

Deuses modernos: psicólogos e pedagôgos demonizam todo discordante.

O ético e religioso são ridicularizados pela mente funcional, essencialmente narcísica.

Desenha-se uma sociedade desalmada, polarizada entre os felizes e os excluídos.

O cristianismo não está em crise, mas, sim, a sua performance.

As orações veem historicamente das catedrais, mas, agora, também das sinagogas, terreiros, abadias, tendas e de tantos outros becos.

Brinco com duas crianças, uma delas filha de duas mães e outra filho de dois pais.

O cristianismo não está em crise, mas, sim, seus seguidores.

A praça cheia dos habituais casais, idosos, crianças e as negras babás.

Olho mais atentamente e vejo gente habitante fora de mim, que me desafia a me reinventar.

Chefas de família, jovens liberais, pastores milionários, homos, metrosexuais, desigrejados, pró cannabis sativa, políticos sorridentes e muitos, muitos invisíveis.

O cristianismo não está em crise, mas, sim, o sistema religioso desacostumado com próximos distantes.

 



quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Gotículas da Graça

Entre nuvens e montanhas


  Vaidade de vaidades, diz o Pregador; vaidade de vaidades, tudo é vaidade. Eclesiastes 1.2 

Ele acordou como habitualmente o faz nos últimos anos, com o coração cheio de esperanças e desejos, seu café da manhã já era recheado de compromissos e visão futurista em mudar, transformar, realizar.

Acalenta o sonho de seu avô comunista, em mudar o mundo, aniquilar a pobreza, erradicar a ignorância, que segundo o grande reformador João Calvino, é a mãe de todas as heresias.

Olhos altivos, mas não de orgulho, mas de fome por igualdade, solidariedade e justiça, parecendo revelar as bases do reino de Deus que não se conforma à injustiça, exploração e opressão aos pobres.

A vida da gente não é como as montanhas, mas como as nuvens, elas se movimentam imprevisivelmente, basta as vezes um ventinho pra bagunçar tudo.

Acho que por isso tanta gente vive com medo de si, medo dos outros, medo do porvir, acho que é em razão da indisfarçável certeza de que somos folhas verdes: viçosas, frutíferas, multicoloridas, mas apesar de tudo sabemos que somos folhas: frágeis, descartáveis, substituível no natural processo biológico de nascer, viver e morrer.

Ele acordou pretenso de vida, de futuros, de conquistas, se confundindo com um verdadeiro salvador da pátria, e bastou o meio do dia para ser engolido pelo término, silêncio, esquecimento.

Aprendi com minhas leituras, maioria delas, confesso que são imprestáveis, que a vida não tem nenhuma obrigação de nos atender, conceder o número de sorrisos que pretendemos estampar no rosto. Ela não tem a obrigação de nos chamar de amigos. Ela não tem a obrigação de evitar nossas iras e sofrimentos.

It’s over. Não sei por que, mas gosto muito da sonoridade dessa expressão da língua inglesa, que quer dizer: Acabou!

Eduardo Campos, um possível presidente do Brasil será sepultado esta semana, fruto de um lamentável acidente aéreo que vitimou seus aéreos sonhos e pretensões.

Mergulhei dentro de mim, aprendi pouco mais sobre tudo, me esvaziei um pouco mais, senti mais intensamente saudade de meus queridos, amei mais um pouco o que possuo, me senti pouco mais agradecido a Deus, porque a morte sempre nos ajuda a lembrar que a vida é como as nuvens, e não como as montanhas, ela passa, não permanece.


terça-feira, 15 de julho de 2014

Gotículas da Graça - entre espinhos, pedras e algumas flores


“ A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.”  Mt 4.1  

Jesus foi levado pelo próprio Deus para ser tentado, é o que deixa claro o texto de Mateus.

Como sabemos que Deus é Pai e não padastro, nos cabe a dúvida: por que ele fez isso?

Ao menos a minha resposta é: não sei! Mas me interessa tentar compreender os desdobramentos na vida daquele que está atravessando um deserto.

Não há dúvida que o deserto é um lugar fascinante, útero de extremos, cheio de habitantes ingênuos, mas surpreendentemente letais.

Noite densa, sem amigos e consolo, profundos uivos da alma são ouvidos, frutos da singularidade.

Dias de exuberante e ofuscante luz, que impõem uma única regra: os olhos a se manterem fechados, defesa para buscar enxergar melhor.

Deus mandou Jesus ao deserto, para ser testado pelo diabo, aquele que, sem piedade, coloca diante de nós para enxergarmos, sem oculos escuros, o pior de nós, e, ainda por cima nos açoita com acusações, muitas vezes verdadeiras, mas sempre impiedosas.

Jesus foi colocado por Deus no deserto para entrar em contato consigo mesmo, ver bem quem ele é, compreender do que seria capaz de ser.

É deserto, e habitualmente costumamos reclamar do nó apertado da gravata; do salto alto quebrado; do imprevisto que entra na festa da vida sem convite; do sonho que pega o caminho errado e nunca chega; do coração árido, ouvidos atrofiados, olhos umedecidos da lágrima, testemunha da dor da alma; da boca que exala fel, vindo do amargurado coração.

Deus não nos quer ver sofridos, infantis, oscilantes, incapazes de distinguir serpentes do mal, frutos proibidos e pedras de pães.


Acho que Deus continuará, por vezes, a nos mandar para o deserto, e, quando isso acontecer, se lembre: Ele é pai, e, por isso, entre espinhos e pedras, também providenciará flores, elas funcionarão como refrigério e evidência de sua graça e marca de sua presença, pois, lembre-se, Ele também é Senhor do deserto.

terça-feira, 3 de junho de 2014

Gotículas da Graça - Distrações

O caminho sinuoso é para os heróis, os fracos o querem retilíneo.

O amor é solido como a neblina, ele brinca de roda com o sofrimento.

A morte é distraída e inconveniente, chega sempre na hora errada.

Disseram que a mulher é frágil, e também que duendes existem.

Enquanto corro, me perco.

Enquanto paro, descubro.

Enquanto calo, me vejo.

Minto para todos, estou cada vez mais longe de mim.

Ódio, ressentimento, indiferença: Erosão da alma.

Brilha uma bela luz multicolorida, um brinde ao amanhã.

Vi uma criança tentando pegar uma borboleta; a esperança me renova.

Vejo Deus, toda vez que sou visto por Ele.